Histórico

i-Motirõ é um grupo de pessoas que vem desde 2005 trabalhando na área de Cultura Digital principalmente com inclusão digital, software livre, re-apropiação tecnológica, arte eletrônica, mídia comunitária e tática no Rio de Janeiro e Espírito Santo. A partir de 2006 essa equipe assume a Ação Cultura Digital do Ministério da Cultura (MinC) nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, passando a trabalhar junto aos Pontos de Cultura, apoiando na concepção de possíveis usos das ferramentas digitais e realizando suporte técnico para os Pontos de Cultura.

i-Motirõ é um grupo de pessoas que vem desde 2005 trabalhando na área de Cultura Digital principalmente com inclusão digital, software livre, re-apropiação tecnológica, arte eletrônica, mídia comunitária e tática no Rio de Janeiro e Espírito Santo. A partir de 2006 essa equipe assume a Ação Cultura Digital do Ministério da Cultura (MinC) nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, passando a trabalhar junto aos Pontos de Cultura, apoiando na concepção de possíveis usos das ferramentas digitais e realizando suporte técnico para os Pontos de Cultura.

Em 2007 essa equipe assume o nome de Lab Livre Rio e aprofunda suas ações em oficinas de produção multimídia junto aos Pontos de Cultura, gerando conteúdos videográficos, auditivos, fotográficos etc.

Em 2008 essas ações são assumidas pelo Pontão de Cultura Digital do Circo Voador mas sua concepção e implementação continua com a mesma equipe, agora nessa nova parceria sob o nome de Circo Digital.


 

Em 2009 essas pessoas resolvem fundar o coletivo i-Motirõ buscando uma agenda inovadora para temas como Governança da Internet, Propriedade Intelectual, Pluralidade Cultural, Constituição do Commons, Economia Criativa da Dádiva e Solidária, Cultura Livre, Agroecologia, Arte Eletrônica e Digital entre outros, apoiado suas ações em diversos setores da sociedade civil e buscando parcerias com o governo quando possível. Atualmente diversos movimentos sociais e entidades culturais distribuídas pelo Brasil apropriam-se dos meios de produção cultural utilizando das novas tecnologias de comunicação e informação, montando estúdios livres, trocando conhecimentos em encontros e oficinas, desenvolvendo pesquisas, traduções, tutoriais e softwares livres, realizando comunicação independente, buscando alternativas econômicas e ambientais integradas as novas tecnologias etc. É nesse contexto de experimentação e realização de Cultura Digital que a i-Motirõ se constitui e fundamenta.

Histórico Completo da i-Motirõ